Me tornei Detetive e agora, o que Fazer?

Autor:

Detetive Silvio

| Postado em: 18/03/2020 às 09:17:11

Me Tornei Detetive e Agora, oque fazer?


Primeiramente, que se tornar detetive, é o tempo que dirá, realizar apenas um curso não qualifica e não garante ser um bom profissional, visto que nem todos seguem a carreira de ética o caráter profissional. O curso de profissionalização não pode ser comparado com curso de introdução (básico). Ocasião que, o material composto no curso de formação, é vasto, normalmente é de 1200 a 1600 páginas para ler e estudar durante a trajetória de formação, incluindo o estágio profissional tecnicamente obrigatório.


Haja vista que muitos quando fazem o curso de detetive tem se perguntado o que fazer após o curso de detetive? Qual a área de atuação? Onde levar meu currículo? Quando campo de atuação do profissional? Antes de responder tais perguntas vale lembrar que todo aluno do curso de investigador particular que se forma na área de investigação privada, tem certa insegurança para abrir um escritório de investigação particular e preferem recorrer a outras agencias para estagiar ou ganhar experiencia profissional.


A  grande maioria dos casos, os alunos fazem o curso somente para investigar por conta própria seus conjugues, em outros casos por curiosidade pessoal, isto é, pela semelhança da área da investigação policial com a investigação privada! Oque pretendo dizer, hoje o mercado está cheio de bons detetives bacana ou boas, mas existem também os maus, de modo que esses que se intitulam investigadores terminam por atrapalhar os detetives bons”


Tenho casos narrado por clientes que dizem que, não irão mais contratar detetives por alguns motivos entre os quais estão insegurança, honestidade ou o sigilo profissional ou por acreditar que todos são iguais, (ideia fixa) o que na verdade creio eu, deveria ter passado por algum momento delicado e esse tal de profissional tenha agido com picaretagem ou porque tenha-a lesado.


 


Quais São os Motivos que levam a uma pessoa a Tornar-se um(a) Detetive Particular?


 


Os motivos são vários, mas irei citar os 3 principais motivos, depois do curso de formação e o melhor a se fazer é, pensar o que pretende fazer depois de se formar em investigação particular? Ou seja, por que fazer o curso e pra que? Nem sempre o que estudamos é o que pretendemos levar para uma atividade profissional por toda a vida digo isso por 3 motivos principais, entre elas segue abaixo



  • 1º motivo que leva as pessoas a seguir carreira na área de investigação privada, elas gostam de ajudar e desvendar mistérios e auxiliar as pessoas a tomarem o caminho certo diante de uma dúvida ou inverdade!


 



  • 2º Motivo, formando as pessoas estudando tanto pela curiosidade que aceitam e se entregam por paixão pela profissão, aventura, adrenalina. Em certos formandos a vontade reprimida talvez pelas condições financeiras ou por falta de um apetite deixou-0(a) por muito tempo sem interesse imediato.


 



  • 3º Motivo as pessoas que se formam na área de investigador particular, são orientados a fazer o curso, para evitar de contratar ao invés de contratar o profissional certo. Acham que irão perder tempo ou gastar dinheiro, na verdade a má escolha ou por escolher o mais barato quase sempre termina em prejuízos e irás.


 


Existe um motivo não especificado chamo de impulso ou por orientações de amigos, por ser considerado muito curioso(a), o que cominam o interesse pelo assunto investigativo, geralmente após o curso o que normalmente vem a mente é:


 “ufa terminei mais um curso para colocar no meu currículo”


Mas é ai que mora o perigo isto é, a curiosidade é uma ferramenta do detetive particular e dela não se pode sucumbir jamais, pois antes da câmera fotográfica tem o interesse o desejo e boa-vontade de estar do lado do interessado, isto é “o cliente”


 


Por que os alunos de detetives fazem o curso, mas cujo interesse é o distintivo?


 


Muitos fazem o curso pensando no certificado, credencial ou distintivo, por um motivo! Ou seja, vaidade, se todo aquele que fizer o curso buscar interesse de ajudar o próximo o mundo muda, talvez você esteja se perguntando aonde você pretende chegar, isso mesmo. Após o curso de detetive você não pode bancar o policial ou o “investigador” lembre-se que detetive de policia é um profissional pago pelo estado e uma autoridade, formado pela acadepol diferente do investigador particular, cujo interesse é realizar investigações comerciais para pessoas físicas ou jurídicas que podem ser investigação conjugal, investigação empresarial, monitoramento de dispositivos de rastreamento e gravação, contra espionagem ou contra inteligência, venda e locação de equipamentos de detetives, investigação familiar, investigação de filhos envolvido com drogas ou má companhias, levantamento e busca de dados para encontrar algum contato perdido entre outros.


Por mais incrível que possa parecer, 90% das visitas em nosso site são de outros detetives que querem conhecer nossa experiencia ou nossa filosofia profissional para agregar valor de conhecimento, mas faço saber que cada profissional possui uma peculiaridade ou forma de manejar o caso, isto é, cada caso é um caso e cada profissional agira de uma forma única. Praticando a ética, respeito e o sigilo profissional conforme o artigo 154º do código penal já a primeira aula a ser manifestada como aprendizado no curso de formação de investigação conjugal ou outra área de atuação afins.


Caso tenha interesse de contratar nossos serviços de detetives sp,, favor entrar em contato através dos nossos telefones para esclarecer todas as suas dúvidas através do nosso telefone ou whatsapp (11) 95121-6116 estarei a inteira disposição para esclarecer e resolver suas suspeitas ou investidas.